As quadras populares aqui colocadas foram recolhidas junto do povo, de pessoas que gostam de versos e os decoram facilmente.Como não há conhecimento acerca da autoria pressuponho que são todas de cariz popular e, portanto, de autor desconhecido; se assim não for, peço desculpa aos lesados e peço que mo comuniquem.Ocasionalmente colocarei algumas de autores conhecidos, que se enquadrem neste perfil popular e rústico. E como também eu tenho (modéstia à parte) algum jeito para quadras populares, publicarei algumas feitas por mim, devidamente assinadas.
Felipa Monteverde

sábado, 13 de março de 2010

Se eu soubesse o teu querer

Se eu soubesse o teu querer
Que não tinha fingimento
Dava-te o meu coração
Dentro de bem pouco tempo.

2 comentários:

Belita disse...

hoje lembei me de uma quadra que era mais ou menos o inicio assim !quem me dera ser uma lagrima para nos teus olhos nascer (nao me lembra de mais!!hehehhe bom fim de semana!

Felipa disse...

Quem me dera ser uma lágrima
Pra nos teus olhos nascer
Deslizar na tua face
E aos teus lábios ir morrer.

Beijinhos