As quadras populares aqui colocadas foram recolhidas junto do povo, de pessoas que gostam de versos e os decoram facilmente.Como não há conhecimento acerca da autoria pressuponho que são todas de cariz popular e, portanto, de autor desconhecido; se assim não for, peço desculpa aos lesados e peço que mo comuniquem.Ocasionalmente colocarei algumas de autores conhecidos, que se enquadrem neste perfil popular e rústico. E como também eu tenho (modéstia à parte) algum jeito para quadras populares, publicarei algumas feitas por mim, devidamente assinadas.
Felipa Monteverde

quarta-feira, 30 de março de 2011

À beira da tua casa

À beira da tua casa
Já cantou a cotovia,
É meu coração em brasa
Cantando pra ti, Maria.

3 comentários:

Rui Pascoal disse...

Estava para aqui a cismar
Quando a cotovia cantou
Abri a porta p´ra espreitar
Bateu as asas e voou

:)

Felipa disse...

Lá fugiu a cotovia,
para que foste espreitar?
Coitadinha da Maria
já ninguém lhe vai cantar...

Miguel Afonso disse...

Eu ouvi a cotovia
e que bem que ela cantava;
enquanto assim a ouvia
meu peito se abrasava.