As quadras populares aqui colocadas foram recolhidas junto do povo, de pessoas que gostam de versos e os decoram facilmente.Como não há conhecimento acerca da autoria pressuponho que são todas de cariz popular e, portanto, de autor desconhecido; se assim não for, peço desculpa aos lesados e peço que mo comuniquem.Ocasionalmente colocarei algumas de autores conhecidos, que se enquadrem neste perfil popular e rústico. E como também eu tenho (modéstia à parte) algum jeito para quadras populares, publicarei algumas feitas por mim, devidamente assinadas.
Felipa Monteverde

sábado, 9 de abril de 2011

Desse jardim abre a porta

Desse jardim abre a porta
Quero ser teu jardineiro;
Gostaria de saber
A flor que abre primeiro.

5 comentários:

Maria Luiza disse...

A flor que abre primeiro
Desse jardim tão faceiro
É meu sorriso primeiro
Que o torna assim tão faceiro.
Bjbjbjbj!!!

Maria Luiza disse...

Que o torna assim tão brejeiro!

Felipa disse...

Maria Luiza,

Ó que jardim tão faceiro
com suas flores e rosas;
quem será o jardineiro
dessas flores tão formosas?

Beijinho

Miguel Afonso disse...

Abre a porta do jardim
que eu preciso lá entrar,
quero uma flor para mim
das mais belas que encontrar.

Kiss

Felipa disse...

Amigo Miguel

Das flores que há no jardim
todas elas são formosas,
desde o singelo alecrim
às mais perfumadas rosas!

Bj