As quadras populares aqui colocadas foram recolhidas junto do povo, de pessoas que gostam de versos e os decoram facilmente.Como não há conhecimento acerca da autoria pressuponho que são todas de cariz popular e, portanto, de autor desconhecido; se assim não for, peço desculpa aos lesados e peço que mo comuniquem.Ocasionalmente colocarei algumas de autores conhecidos, que se enquadrem neste perfil popular e rústico. E como também eu tenho (modéstia à parte) algum jeito para quadras populares, publicarei algumas feitas por mim, devidamente assinadas.
Felipa Monteverde

domingo, 3 de abril de 2011

Eu não sei que mal te fiz

Eu não sei que mal te fiz
E não sei que mal te faço
Que te desvias de mim
Quando à tua beira passo.

4 comentários:

Maria Luiza disse...

Felipa, eu ando assim, quando vejo minhas postagens tão vazias de comentários. Parece que ninguém me aprecia mais. Sua quadrinha fala muito bem. Parabéns!!! Bjbjbjbj!!!

Heleno Vieira de Oliveira disse...

Passando para um cafe, e dizer que saudade cá esta dentro de mim, beijos !!!

Felipa disse...

Amiga Maria Luiza, este é o meu blog menos visitado, apesar de ter mais comentários do que outros que são mais vistos (mas têm menos seguidores). Muitas vezes as pessoas visitam mas não têm tempo de comentar, então eu já fico feliz com a visita, que faz aumentar as estatisticas e prova que o que faço não é em vão.
Beijinho

Felipa disse...

Heleno, seja benvindo e obrigada pelo comentário. Visitei seu blog Dionária, está diferente.
Abraço